Mercados Futuros  
 
 
 

Produtos e Serviços


Mercadorias e Derivativos
Passo a passo para começar a investir em Mercadorias e Derivativos

Solicite mais informações

Mercadorias e Derivativos

Proteção contra o risco de oscilação dos preços.

Os derivativos de commodities atendem à necessidade de comercialização de determinadas mercadorias. Devem ser utilizados por pessoas e empresas que pretendem se proteger do risco de preço de seus produtos e matérias-primas. Com os derivativos de commodities é possível garantir a fixação dos preços de determinadas mercadorias, que sofrem impactos diretos de fatores externos, como clima, condições de solo e pragas, por exemplo.

Derivativos Agrícolas: o mercado futuro e o mercado de opções oferecem toda a proteção que os produtores agrícolas e as empresas precisam para garantir o sucesso do negócio. Entenda como funciona e o que fazer para começar.

Público Alvo: Investidor Arrojado e Agressivo

Fatores de Risco
Risco de Mercado
É o risco associado às variações dos valores dos ativos que integram ou que venham a integrar a carteira do cliente em função das flutuações de preços e cotações nos mercados de câmbio, juros e bolsas de valores. Entre os fatores que afetam estes mercados, destacamos fatores econômicos gerais, tanto nacionais quanto internacionais, tais como ciclos econômicos, política econômica, situação econômico-financeira das empresas emissoras de ações e títulos e outros. Em caso de queda do valor dos ativos que compõem a carteira, o patrimônio do cliente pode sofrer perdas, dependendo do momento em que o cliente se desfaça de suas posições.

Risco de Crédito
É o risco de inadimplência ou atraso no pagamento de juros ou principal dos títulos que compõem a carteira. O risco de crédito está associado à capacidade de solvência do Tesouro Nacional, no caso de títulos públicos federais, e ao da empresa emissora do título, no caso de títulos privados.

Risco de Liquidez
É o risco associado à ausência de demanda pelos ativos que compõem a carteira, tanto por questões relacionadas diretamente ao ativo ou por fatores específicos do mercado em que este ativo é negociado. Neste caso, o cliente poderá: - encontrar dificuldades para converter seus ativos em reservas (caixa) e atender a eventuais necessidades;
- liquidar posições oferecendo descontos nos preços dos ativos para fazer caixa acarretando em perdas ao cliente.

Risco Proveniente do Uso de Derivativos
É o risco associado ao uso de derivativos como proteção da carteira (hedge) ou alavancagem da carteira.
Hedge: derivativos são utilizados para proteção de flutuações de mercado dos ativos que compõem a carteira. Eventualmente, por questões técnicas do instrumento derivativo utilizado, este pode não oferecer uma proteção perfeita da carteira do cliente, causando descasamento de preços entre o ativo protegido e seu derivativo. Alavancagem: instrumentos derivativos permitem ao cliente tomar posições nos mercados sem utilização do seu caixa (alavancagem). Neste caso, grandes oscilações no mercado podem levar a perdas superiores àquelas que o cliente possa suportar.

Veja abaixo os contratos de Commodities disponíveis

Clique sobre as opções acima para ver mais informações.